quinta-feira, janeiro 25, 2007

Prémio Literário "José Luís Peixoto"

“Há várias maneiras de estudar as ideias num artista porque nem sempre da mesma maneira se articulam as ideias e a arte"[I]

José Luís Peixoto, licenciado em Línguas e Literaturas Modernas (Inglês e Alemão) nasceu em 1974 em Galveias, Ponte de Sor. Foi com grande orgulho que esta vila viu o seu” filho” receber nos anos de 1997, 1998 e 2000 o Prémio Jovens Criadores na área da Literatura. Para além do prémio referido, o romance “Nenhum Olhar” obteve o prémio Literário José Saramago em 2001.
O escritor José Luís Peixoto publica fundamentalmente poesia e prosa, estando representado em diversas antologias de prosa e poesia a nível nacional e internacional, sendo ainda colaborador de diversas publicações a este mesmo nível.
No ano de 2005, José Luís Peixoto escreveu as peças de Teatro “Anathema”, estreada no Theatre de la Bastille, Paris e “Amanhã”, estreado no Teatro São Luiz, Lisboa.
Actualmente os seus romances estão publicados em França, Itália, Bulgária, Turquia, Finlândia Holanda, Espanha, República Checa, Croácia, Bielo-Rússia e Brasil, estando já em preparação edições no Reino Unido, Hungria e Japão.

A criação do prémio Literário José Luís Peixoto, que será atribuído anualmente pela Câmara Municipal de Ponte de Sor, para além de pretender homenagear o autor que dá o nome ao prémio, surge como um incentivo à criatividade literária entre os jovens e ao gosto pela escrita, actividades essenciais para um bom desenvolvimento intelectual.
O prémio que se destina a premiar trabalhos inéditos na modalidade de Conto e Poesia será atribuído nos anos ímpares a Conto, facto que se verifica em 2007, e em anos pares a Poesia.
Os trabalhos concorrentes devem dar entrada na Câmara Municipal de Ponte de Sor até dia 16 de Março de 2007.
O concurso é dirigido a cidadãos de nacionalidade portuguesa, cidadãos naturais e/ou residentes em países de língua oficial portuguesa, que completem 25 anos de idade até ao dia 31 de Dezembro do ano a que respeita o prémio.

O autor da obra que mais se distinguir pela sua qualidade literária entre os autores naturais/residentes no concelho de Ponte de Sor receberá a quantia de mil euros, servindo os mesmos moldes para os não residentes no concelho de Ponte de Sor, nem do mesmo naturais.


[I] As ideias de Eça de Queirós
António José Saraiva
Obras de António José Saraiva



1 comentário:

Joana disse...

bom dia
gostava apenas de saber uma coisa...neste premio, pode-se concorrer apenas e só com poemas ou também com prosas poéticas? se puderem deixem aqui uma resposta.
muito obrigado

Joana